quarta-feira, 30 de março de 2011


Vidamorte

No fim da vida
E na boca da morte,
Podemos descobrir qual sentimento,
dentre todos, é o mais forte.

Forte para nos fazer entregar
nós mesmos aos outros,
com a empolgação de uma criança.
Forte para nos fazer confiar.
E sair da lama da insegurança.

Forte para lágrimas não silenciar
E sonhos jamais sepultar.
Forte para nos fazer aceitar que mudar
É essencial para nossa vida melhorar.

Forte para nos fazer conviver
com um passado que não quer passar.
Forte para nos fazer crer
que com o presente
O futuro se pode moldar.

Forte para nos ensinar, que amar
É entregar muito.
Sem, a curto ou longo prazo,
Segundas intenções cobrar.

Forte para nos fazermos respeitar.
Fazendo-nos perceber, que é de cabeça erguida
Que se vence essa parada suicida,
A qual chamamos de vida.

Logo, irá perceber.
Que ao reler o título do poema,
Torna-se fácil de responder
A pergunta que irei fazer.

Depois de desbravar este poema
Qual  é o sentimento tema?
Se souberes, me digas.
O sentimento que une até os mais opostos:
“Morte” e “Vida”.

 Victor Syas

Um comentário:

  1. Gosto das suas composições poéticas, e essa está muito boa.

    ResponderExcluir